Beleza

Aminoácidos em prol da beleza

Cada vez mais, itens de cuidados pessoais como shampoos, condicionadores e sabonetes líquidos destacam em sua embalagem que contêm uma “combinação de aminoácidos”. Esses tipos de produtos apresentam uma série de benefícios, como hidratação, condicionamento e reparo. Os aminoácidos também são utilizados em linhas fitness e produtos para dietas, tornando-os cada vez mais companheiros inseparáveis do público feminino.

A hidratação natural da pele é feita de aminoácidos

A pele tem um papel fundamental na retenção de água no corpo e seu grau de hidratação depende muito do conteúdo aquoso do estrato córneo.

A pele é composta por três camadas - a hipoderme, que é a camada mais interior; seguida da derme, que é a camada intermediária; e acima dela a epiderme a mais exterior, que vemos e tocamos – e, estas, por sua vez, são compostas por diversas sub camadas.A última sub camada da epiderme, conhecida como estrato córneo, é composta por camadas de células mortas que surgem através do processo natural de descamação (quando as células morrem, elas são “empurradas” para cima para dar lugar às novas células em um processo conhecido como “turnover” ou renovação celular, que ocorre a cada 20 dias aproximadamente). Quando as células da epiderme morrem, as proteínas contidas nelas se fragmentam, transformando-se nos aminoácidos, que serão supridos ao estrato córneo. Cerca de metade dos umectantes naturais da pele são aminoácidos, mais o Ácido Pirrolidona Carboxílico, ou PCA, derivado do aminoácido Ácido Glutâmico.

Colágeno, a “substância da beleza”, também é feito de aminoácidos

O colágeno, substância conhecida por deixar a pele mais firme e também presente em nossa pele, é formado por diversos tipos de aminoácidos.

Cabelos brilhantes e sedosos, com aminoácidos

Manter a hidratação natural é importante não só para a pele, mas também para os cabelos, e este é um dos papéis da cutícula - a camada mais externa do fio, responsável pela proteção do interior capilar, incluindo os aminoácidos.

Tal como a pele, as cutículas sofrem um constante processo de agressão do meio ambiente, resultando em sua fragilização e, consequentemente, erosão. Tanto as práticas diárias, como lavagem e escovação; quanto os processos mais danosos, como os térmicos (chapinha, secador) e químicos (tintura, alisamento); provocam um desgaste na cutícula, danificando-a e, à medida que isso ocorre, a beleza dos fios vai embora. Por isso é importante cuidar das cutículas, e está comprovado que shampoos, condicionadores e tratamentos contendo determinados tipos de aminoácidos contribuem para a restauração da cutícula e retenção de umidade, resultando em cabelos menos quebradiços, mais brilhantes, sedosos e saudáveis!

Aminoácidos são suaves para limpeza corporal

Promover a limpeza do corpo com sabonetes que tenham um pH próximo ao da pele causa menor irritação. Por isso, produtos de higiene preparados com aminoácidos irritam menos: experimente lavar as mãos a cada vinte minutos por cerca de dez vezes, sua pele ficará áspera e irritada. Por outro lado, lavando-as com um produto cujo tensoativo tenha como base aminoácidos, essa sensação praticamente não existirá.

Uma das razões mais importantes é o pH. O pH natural da pele é levemente ácido, situando-se entre 5 e 6. Ao lavarmos repetidamente a pele com um sabonete comum, que é fortemente alcalino, a pele também acaba ficando mais alcalina, e essa é a principal causa da pele áspera. Sabonetes e detergentes com aminoácidos são elaborados exatamente para que possam desempenhar sua função de limpeza com um pH o mais próximo possível do encontrado na pele.

Os resíduos de produtos utilizados para limpeza, que são lançados no meio ambiente juntamente com a água (utilizada em lavagem, banho, entre outros, como sabão e detergente), precisam ser biodegradáveis para que possam voltar a ser parte da natureza rapidamente. Sendo biodegradáveis, mesmo que essas substâncias acabem chegando aos rios e lagos, os micro-organismos os convertem em ácido carbônico e água, não provocando poluição ambiental. Os aminoácidos, que são componentes naturais dos seres vivos, são substâncias que retornam facilmente aos ciclos da natureza. Os tensoativos mais modernos, que já são amplamente utilizados, são formados por uma combinação de ácido glutâmico, glicina ou outros tipos de aminoácidos com ácidos graxos - portanto além de causar menos irritação a pele e cabelos, ainda não prejudica o meio ambiente.