Esportes

Os aminoácidos e o esporte

Os aminoácidos são essenciais para a movimentação do nosso corpo, uma vez que são os formadores das proteínas, o principal componente dos músculos!

A ingestão de aminoácidos traz uma série de efeitos positivos, como aumento da resistência, recuperação mais rápida do cansaço, diminuição das dores musculares, prevenção da síndrome metabólica, entre outros, e é por conta disso que os praticantes de exercícios físicos têm necessidade muito maior de consumi-los, fazendo com que os aminoácidos sejam parte integrante de suas rotinas. Cada vez mais, praticantes de esportes estão compreendendo os benefícios destes nutrientes, passando a ingeri-los regularmente.

Por serem rapidamente absorvidos pelo organismo, em cerca de 30 minutos, os aminoácidos em sua forma livre têm a vantagem em relação às proteínas de poderem ser utilizados imediatamente quando necessário, fazendo deles uma opção ideal para práticas esportivas.

Você sabia que o BCAA, tão usado na prática do exercício, é aminoácido?

BCAA (sigla do inglês Branched Chain Amino Acids – ou aminoácidos de cadeia ramificada) é a denominação conjunta dos três aminoácidos essenciais (Valina, Leucina e Isoleucina), que correspondem a cerca de 40% dos aminoácidos essenciais presentes nas proteínas musculares.

Ao colocar o corpo em movimento através de esportes, nosso organismo obtém a energia necessária de suas reservas de glicose. Em atividades mais intensas ou mais prolongadas, estas reservas são esgotadas e o organismo garante seu suprimento de energia “fragmentando” as proteínas presentes nos músculos, para delas extrair aminoácidos tais como BCAA, que são consumidos para manter o fornecimento de energia ao corpo. Por conta disso há diminuição da massa muscular e mais suscetibilidade a lesões.

Por meio de uma suplementação prévia de BCAA, o corpo terá a fonte adicional de energia para consumir - diminuindo, assim, a necessidade da quebra de proteínas e evitando, com isso, a perda de massa muscular e as lesões que lhe seriam causadas, possibilitando a manutenção da atividade física por mais tempo.

O fornecimento de BCAA logo após a prática esportiva, ou antes de dormir, permite aos músculos danificados se recuperarem com mais rapidez, além de diminuir o incômodo das dores musculares.

Outros aminoácidos benéficos para a prática esportiva

Arginina: um aminoácido que contribui para a recuperação física

A Arginina contribui para estimular a produção do hormônio de crescimento – que têm, entre seus efeitos, a reconstituição do organismo, além de ser importante para o aumento e o fortalecimento da massa muscular. Tendo, portanto, o suprimento adequado de Arginina, a produção desse hormônio é estimulada, incrementando a formação de proteínas e contribuindo para melhores resultados do exercício.

Glutamina: um aminoácido que tende a fazer falta

A Glutamina é um aminoácido abundante nos músculos, contribuindo da mesma forma que o BCAA como matéria-prima para a sua formação, ao mesmo tempo que previne a sua quebra em aminoácidos. Quando a pessoa está em repouso, esse aminoácido está presente em quantidade suficiente. Porém, após a prática de exercícios físicos intensos, diversos órgãos passam a necessitar desse aminoácido, levando à falta dele, motivo pelo qual sua reposição é considerada necessária na prática de atividades esportivas.